Investigadores criam ratinhos resistentes ao Cancro

Estudo apresentado na revista “Cancer Research”

04 dezembro 2007
  |  Partilhar:

Cientistas norte-americanos criaram uma estirpe de ratinhos resistentes a vários tipos de cancro e acreditam que a descoberta pode contribuir para terapias menos agressivas contra a doença, aponta um estudo apresentado na edição de Outubro da revista “Cancer Research”.
 

 

O investigador Vivek Rangnekar, do University of Kentucky Chandler Medical, em Lexington, EUA, explicou que a ideia de criar este modelo animal partiu da descoberta anterior de um gene supressor de tumores na próstata, denominado par-4.
 

 

"O gene é expresso em todos os tipos de células que verificámos e induz a morte de um largo espectro de células cancerosas, incluindo, claro, as células cancerosas na próstata", acrescentou.
 

 

Apesar de matar as células cancerosas, os investigadores descobriram que o gene par-4 não danifica as células que funcionam normalmente e salientam que este facto tenha potenciais aplicações terapêuticas.
 

 

A investigação, financiada pelos National Institutes of Health (NIH) dos EUA, indica que os ratinhos manipulados não desenvolvem tumores e crescem normalmente.
 

 

Fontes: Lusa e Imprensa Internacional
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.