Investigador português desenvolve vacina para doença associada ao autismo

Estudo desenvolvido na Universidade de Guelph

19 janeiro 2015
  |  Partilhar:

Um investigador português desenvolveu uma vacina contra uma bactéria intestinal presente em crianças com autismo, uma solução que poderá aumentar a qualidade de vida aos portadores daquela doença.
 

"Noventa por cento das crianças com autismo sofrem de diarreia e de obstipações intestinais severas. Muitas usam fraldas ainda aos cinco e seis anos de idade, quando vão para a escola, devido a certas bactérias que existem nos intestinos dessas crianças com autismo explicou à agência Lusa, Mário Monteiro, de 48 anos, professor de química da Universidade de Guelph, no Canadá.
 

Esta solução permite melhorar os cuidados de saúde, já que “o tratamento constante à base de antibióticos traz outros problemas", disse o professor universitário.
 

Mário Monteiro referiu que a sua equipa está agora a desenvolver uma vacina que pode melhorar a condição das crianças com autismo. Esta "nova geração de vacinas" pode representar "um grande passo contra uma das responsáveis pela acentuação dos sintomas de autismo".
 

Estão já em curso os ensaios preliminares da vacina, um projeto que já foi saudado por outras organizações da área. Na verdade este trabalho já foi reconhecido pela organização britânica vaccinenation.org em colaboração com a World Vaccine Congress na área das vacinas.Em 2014, Mário Monteiro foi distinguido por aquele organismo como uma das 50 pessoas mais influentes em termos globais, na área das vacinas. Na lista encontram-se nomes como Bill Gates, fundador da Microsoft, do primeiro-ministro da Índia Shri Narendra Modi, e de Bruce Aylward, coordenador da Organização Mundial de Saúde na reação ao Ébola na África Ocidental.
 

"A responsabilidade acrescida (da distinção) é bem-vinda. Espero que governos e companhias farmacêuticas estejam mais dispostas a ajudar a ciência ", concluiu.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.