Investigações em doenças autoimunes e doenças raras premiadas

XXII Reunião Anual do Núcleo de Doenças Autoimunes

15 abril 2016
  |  Partilhar:

Três projetos de investigação na área das doenças autoimunes e das doenças raras vão receber um prémio e duas bolsas no valor total de 20 mil euros atribuídos pelo Núcleo de Doenças Autoimunes (NEDAI) da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI).
 

Estas distinções serão entregues na XXII Reunião Anual do NEDAI, que está a decorrer até amanhã, dia 16 de abril, em Elvas, no Centro de Negócios Transfronteiriços.
 

De acordo com o comunicado enviado à ALERT, ao longo desta reunião estão a ser analisadas as principais novidades nas doenças autoimunes, desde a visão da ciência básica como a do clínico, estão a ser colocadas em comum as dificuldades práticas que os internistas sentem na síndrome antifosfolipídico, partilhadas experiências na utilização dos fármacos biológicos assim como das pequenas moléculas na artropatia inflamatória, não esquecendo o estado atual em doenças como a esclerose sistémica e doença mediada por IgG4.
 

Este ano os trabalhos dos finalistas do Prémio e Bolsas NEDAI estão a ser apresentados na modalidade de comunicação oral numa sessão especial como forma de reconhecimento do trabalho realizado.
 

O coordenador do NEDAI, António Marinho, referiu que “o destaque que damos este ano aos prémios e bolsas de investigação tem como objetivo evidenciar a verdadeira missão do NEDAI, que é incentivar os internistas a dedicar-se (ainda) mais à investigação básica e clínica na área das doenças autoimunes. Estas patologias caracterizam-se por ser sistémicas e muito diversas entre si, o que as torna um objeto apetecível para os projetos de investigação, pois muito ainda está por descobrir”.
 

O internista refere ainda que “a medicina interna ocupa-se da atenção integral e global do doente, sustentada numa capacitação teórica e técnica de máximo nível, o que nos permite caminhar para excelência em áreas tão especiais como as doenças autoimunes. Neste percurso para atingir a competência iremos debater sobre a realidade em ambos lados da fronteira da Península Ibérica, partilhando a experiência do NEDAI e do Grupo de Trabajo de Enfermedades Autoinmunes (GEAS) ao longo destes anos”.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.