Intervenção inovadora a Cancro do Colo do Útero no IPO de Coimbra

Cirurgia realizada esta semana

18 janeiro 2008
  |  Partilhar:

 

A paciente que se submeteu esta semana em Coimbra a uma intervenção cirúrgica inovadora ao Cancro do Colo do Útero, sem impedir a capacidade reprodutiva, está a evoluir "muito bem", revelou o cirurgião Daniel Silva, director do Serviço de Ginecologia do Centro Regional de Coimbra do Instituto Português de Oncologia (IPO).
 

 

A mulher, 28 anos e sem filhos, aceitou submeter-se a uma intervenção cirúrgica pioneira em Portugal, e sobre a qual ainda não há muitos estudos de casos internacionalmente, que consistiu na remoção de apenas uma pequena parte do útero, mantendo os ovários, e assim conservando a capacidade reprodutiva.
 

 

Esta cirurgia só é, no entanto, possível em certos casos clínicos, como o desta jovem, com um carcinoma invasivo que não estava muito avançado.
 

 

Segundo Daniel Silva, a paciente expressou uma "forte vontade" de partilhar os riscos de uma cirurgia que "ainda não está perfeitamente consagrada", em resultado de uma técnica criada pelo cirurgião francês Daniel Dargent, de Lion, em meados dos anos 90.
 

 

Esta técnica consiste em remover passo-a-passo os tecidos, que de imediato são analisados e a cirurgia avança à medida que se obtêm os resultados e, "se não houver margem de segurança, com tudo a dar negativo, faz-se uma remoção total". No primeiro ano após a operação é necessário "uma vigilância apertada".
 

 

Fonte: Lusa
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.