Intervenção comunitária baixa hipertensão num terço em quatro meses

Projecto desenvolvido por enfermeiros açorianos

03 fevereiro 2011
  |  Partilhar:

Um projecto de combate a factores de risco de doenças cardíacas executados ao longo de quatro meses em São Pedro de Vila Franca do Campo, ilha de S. Miguel, permitiu reduzir os níveis de tensão arterial num terço dos indivíduos abrangidos.

 

Segundo revelou à agência Lusa Raquel Vieira, porta-voz do grupo de alunos do curso de pós licenciatura de especialização em Enfermagem Comunitária da Escola de Enfermagem de Ponta Delgada que promoveu a intervenção, o projecto traduziu-se também num recuo em 42% da taxa de diabetes.

 

O projecto teve como principal objectivo motivar a comunidade para a adopção de estilo de vida saudáveis relacionados com a prática de exercício físico regular. “Foram as próprias comunidades que estabeleceram as prioridades de intervenção”, explicou Raquel Vieira, indicando que a definição das áreas de intervenção foi precedida de um diagnóstico sobre os principais problemas de saúde de cada freguesia.

 

A iniciativa desenvolvida em São Pedro, que envolveu também médicos e enfermeiros do Centro de Saúde de Vila Franca do Campo e várias entidades da freguesia, fez parte de um programa que inclui intervenções desenvolvias pelos 24 alunos do curso em outras duas localidades de S. Miguel – Santa Bárbara da Ribeira Grande e Covoada, em Ponta Delgada.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.