Intervalo entre gravidezes e o risco de parto prematuro

Estudo realizado pelo Departamento de Saúde de Ohio

06 junho 2014
  |  Partilhar:

As mulheres que têm duas gravidezes num curto espaço de tempo são mais suscetíveis de ter uma gravidez subsequente mais curta e ter, em alguns casos, um parto prematuro, defende um estudo publicado no “BJOG: An International Journal of Obstetrics and Gynaecology”.
 

De forma a investigar como o intervalo entre as gravidezes poderia afetar a duração da gravidez, os investigadores do Departamento de Saúde de Ohio, nos EUA, analisaram 454.716 nascimentos de mulheres que tinha tido duas ou mais gravidezes, ao longo de um período de seis anos.
 

As participantes foram divididas em dois grupos distintos: aquelas cujo intervalo entre as gravidezes era menor que 12 meses, e aquelas cujo intervalo se situava entre os 12 e os 18 meses. Estas participantes foram comparadas com outras mulheres que tinham tido um intervalo ótimo entre as gravidezes, ou seja de 18 ou mais meses.
 

Os investigadores constataram que as mulheres com intervalos mais curtos entre as gravidezes apresentavam, comparativamente com aquelas que tinham um intervalo ótimo, um risco maior de dar à luz um bebé com menos de 39 semanas. Foi verificado que 53,3% das mulheres com intervalo entre as gravidezes menor de 12 meses deram à luz antes das 39 semanas, o mesmo aconteceu com apenas 37,5% das mulheres com intervalos ótimos entre as gravidezes.
 

Relativamente aos partos pré-termo, ou seja que ocorriam antes das 37 semanas, a taxa foi também maior para as mulheres com intervalos entre as gravidezes menores de 12 meses. Estas mulheres tinham, comparativamente com as com intervalos de gravidezes ótimos, um risco duas vezes maior de ter um bebé prematuro.
 

Na opinião dos investigadores, o intervalo entre 2 gravidezes pode ter impacto na taxa global de partos prematuros em todo o mundo. Desta forma é necessário alertar as mulheres para importância de um espaçamento adequado entra as gravidezes, tendo especial atenção para as mulheres que já têm fatores de risco associados a um parto prematuro.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.