Interrupção Voluntária da Gravidez no Serviço Nacional de Saúde

Posição do bastonário da Ordem dos Médicos

23 outubro 2006
  |  Partilhar:

O bastonário da Ordem dos Médicos, Pedro Nunes, manifestou-se esta semana contra a realização de Interrupções Voluntárias da Gravidez (IVG) no Serviço Nacional de Saúde (SNS) nas suas actuais condições financeiras. "Não nos parece que, no estado actual do SNS, faça qualquer sentido uma maior responsabilização financeira deste serviço", defendeu Pedro Nunes, num debate sobre a IGV promovido pelo partido político CDS-PP. Para o bastonário da Ordem dos Médicos, "não se compreende que o Estado se prepare para criar convenções para a realização de abortos quando não o faz noutras áreas", como as cirurgias às cataratas, exemplificou, "nem comparticipa a 100% os métodos anti-concepcionais". Fontes: Lusa e RDP MNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.