Internet pode ajudar no combate a doenças sexuais

Resultados de exames laboratoriais vistos on-line aumentam confiança

01 setembro 2003
  |  Partilhar:

A Internet é cada vez mais um meio fiável ao serviço da saúde. Um estudo desenvolvido por cientistas do departamento de medicina da Universidade Umea, na Suécia, mostrou que os homens inquiridos preferem receber os resultados de exames contra doenças sexuais pela internet, em vez das levantar pessoalmente nos laboratórios.
 

 

A pesquisa sueca consistiu em milhares de exames à urina feitos a jovens de 22 anos. O intuito da análise era observar a presença de clamídia, uma doença sexualmente transmissível que nas mulheres pode levar à infertilidade.
 

 

Em vez de terem que comparecer a uma consulta médica para levantar o resultado do exame, os jovens obtinham o resultado através da internet.
 

 

Note-se que o aumento no número de casos de clamídia – uma doença provocada por uma bactéria mas pouco sintomática – tem vindo a preocupar os especialistas em doenças sexuais em vários países europeus.
 

 

Em muitos casos, a clamídia não produz sintomas óbvios tanto nas mulheres como em homens, mas a infecção pode causar problemas sérios em especial nas mulheres.
 

 

Os cientistas descobriram a eficiência da internet para este caso quando tentavam identificar uma fórmula de atrair um número maior de jovens para o programa de exames.
 

 

Por isso, enviaram cartas aos jovens, contendo questionários e um recipiente para recolha de urina. Os homens enviaram os recipientes de volta para os investigadores para que fosse efectuado o teste de presença ou não de clamídia na urina.
 

 

Em vez de receberem os resultados através do médico, os jovens tinham em sua posse um código de acesso aos resultados via internet.
 

 

Cerca de 400 mil voluntários aceitaram fazer parte da pesquisa. Mas este número bate o recorde de participação de pessoas que efectuaram um exame colectivo de clamídia para jovens nesta faixa etária.
 

 

A cada quatro homens, três procuraram os resultados via internet. O quarto voluntário foi contactado pela equipa de investigadores que divulgaram o resultado do exame pelo telefone.
 

 

Paula Pedro Martins
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Jornalista
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.