Internet é dos meios mais usados para obter informação sobre Doenças Mentais

VIII Simpósio da Sociedade Portuguesa de Suicidologia

22 abril 2008
  |  Partilhar:

A internet é um dos recursos mais utilizados pelos jovens para obter informação sobre Doenças Mentais, mas nem sempre a informação é correcta, advertiu um psiquiatra canadiano presente no VIII Simpósio da Sociedade Portuguesa de Suicidologia, que se realizou esta semana em Lisboa.
 

 

Stan Kutcher, que trabalha sobretudo com adolescentes, alertou para o facto de alguns sites apontarem a separação dos pais como motivo para o suicídio por parte dos filhos. "Imaginem a culpa que esses pais sentem, sem a terem", referiu. De acordo com o especialista, depois das questões relacionadas com o sexo, as Doenças Mentais estão no topo das pesquisas jovens.
 

 

De acordo com os últimos dados, referidos pela Lusa, a taxa de suicídio em 2005 foi de 8,6 casos por cem mil habitantes, o que corresponde a um decréscimo face a 2002, mas que pode dever-se a deficiências no registo. "Morrem mais pessoas por suicídio do que por homicídio ou HIV/Sida", são mais de quatro por dia, de acordo com Ricardo Gusmão, coordenador do Programa Aliança Europeia Contra a Depressão.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.