Instituto Português do Sangue quer criar base de dados nacional dos dadores

Dia Mundial do Dador de Sangue

14 junho 2007
  |  Partilhar:

 

O Instituto Português do Sangue (IPS) quer começar no próximo ano a criar uma base de dados dos dadores de sangue a nível nacional. O Dia Mundial do Dador de Sangue assinalou-se quinta-feira, dia 14.
 

 

Em Portugal, as colheitas de sangue são feitas em hospitais ou pelos centros de sangue do IPS, mas não há um cruzamento do número de dadores. Para criar a base de dados, o IPS vai primeiro pedir uma autorização à Comissão Nacional de Protecção de Dados, que fiscaliza o processamento de dados pessoais.
 

 

Até hoje, o Instituto Português do Sangue tem 400 mil cartões nacionais de dadores emitidos, mas este número não reflecte com exactidão a realidade do país, dado que nem todos possuem cartão.
 

 

Em todo o ano de 2007 o IPS prevê ter a inscrição de 298 mil dadores de sangue, um acréscimo de 10% em relação a 2005. Em 2006 foram colhidas mais de 360 mil unidades de sangue a nível nacional e para 2007 estima-se que só no IPS sejam colhidas mais de 200 mil unidades.
 

 

O Dia Mundial do Dador de Sangue foi criado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como forma de agradecer aos dadores de sangue voluntários.
 

 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.