Instituto de Reumatologia pode receber subsídio faseado
05 março 2002
  |  Partilhar:

O Instituto Português de Reumatologia poderá receber um subsídio faseado, para fazer face ao passivo de 500 mil euros. A direcção do instituto reúne, nesta terça-feira, com o Ministério da Saúde e o secretário de Estado da Saúde, Francisco Ramos, já admitiu a atribuição de um subsídio.
 

 

O Instituto Português de Reumatologia (IPR) poderá receber um subsídio faseado para enfrentar o seu passivo de 500 mil euros. A direcção do IPR reúne-se, nesta terça-feira, com o Ministério da Educação.
 

 

O presidente do instituto, António Vilar, tinha denunciado, em Fevereiro, esta situação financeira e entendia que a responsabilidade era da tutela, visto que tinha decidido suspender o pagamento de um subsídio de exploração, no valor de 748 mil euros, no fim de 2000.
 

 

O secretário de Estado da Saúde, Francisco Ramos, explicou à Lusa que o subsídio adicional de exploração concedido ao IPR o colocava numa situação privilegiada relativamente a outras instituições, pelo que deixou de ser atribuído.
 

 

Além do valor de 748 mil euros, exigidos pelo IPR por serviços prestados em 2001, António Vilar reivindica ainda a homologação de um contrato de prestação de serviços entre o instituto e o Serviço Nacional de Saúde. Segundo António Vilar, esta negociação foi inviabilizada pelo próprio Ministério da Saúde.
 

 

Fonte: TSFonline
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.