Insegurança no emprego e saúde dos trabalhadores

Estudo da University of Michigan

10 abril 2006
  |  Partilhar:

 

A insegurança no emprego, que aumenta com a globalização, pode afectar seriamente a saúde mental e física dos trabalhadores, segundo um estudo da University of Michigan, EUA.
 

 

Esta investigação, publicada no site da Universidade, baseou-se na análise de dados provenientes de um inquérito nacional conduzido pelo Instituto de Investigação social da University of Michigan, junto de mais de um milhar de homens e mulheres com menos de 60 anos, que foram questionados duas vezes com três anos de intervalo. Cerca de 25 por cento das pessoas interrogadas declararam sentir-se inseguros pelo seu emprego.
 

 

No que diz respeito aos reflexos que a segurança do posto de trabalho causa nos problemas de saúde, as pessoas que se inquietam perante a insegurança do seu emprego são duas vezes mais numerosas do que as que consideram o seu posto de trabalho seguro.
 

 

A insegurança no emprego afecta mais os trabalhadores do sector privado do que os do sector público e no mesmo sentido o número de trabalhadores negros afectados pela insegurança no trabalho é três vezes superior ao dos seus colegas brancos. Ainda de acordo com o mesmo estudo, o número de negros a sentir sérios problemas de depressão é quatro vezes superior ao dos brancos.
 

 

Fonte:Público
 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.