Insecto hamatófago é base para descoberta de novo anticoagulante

Cientistas portugueses publicam estudo na PLoS ONE

20 fevereiro 2008
  |  Partilhar:

Cientistas portugueses identificaram um novo anticoagulante “multifunções” que isolaram de um insecto hamatófago, a carraça bovina (Boophilus microplus), um passo que poderá abrir caminho a novos tratamentos para patologias relacionadas com a coagulação sanguínea.
 

 

O estudo publicado hoje na revista norte-americana PLoS ONE, do grupo Public Library of Science, refere que o anticoagulante, denominado boofilina, tem a particularidade de bloquear simultaneamente a trombina e outras enzimas, potenciando assim a sua acção.
 

 

Ao alimentar-se, e para impedir que o sangue do seu hospedeiro coagule, este parasita recorre a proteínas inibidoras da coagulação, tal como acontece com a sanguessuga, que pode manter líquido durante semanas o sangue de que se alimenta.
 

 

O trabalho teve por base o estudo de inibidores de enzimas proteolíticas isolados de insectos hematófagos no Brasil, nomeadamente o vector da doença de Chagas, realizando-se esta colaboração ao abrigo de um convénio de cooperação bilateral financiado pelo GRICES (Gabinete de Relações Internacionais da Ciência e do Ensino Superior). Da equipa de estudo fazem parte Pedro Pereira, investigador do Instituto de Biologia Molecular e Celular (IBMC), do Porto, Sandra Macedo-Ribeiro, do mesmo instituto, e Pablo Fuentes-Prior, um cientista cubano presentemente em Barcelona.
 

 

Fonte: Lusa
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.