Injecção de colagénio funciona na incontinência urinária

Estudo publicado no “Journal of Urology”

14 maio 2009
  |  Partilhar:

Injecções de colagénio podem ajudar mulheres que ainda sofrem de incontinência urinária por stress mesmo após terem sido submetidas a cirurgia uretral ou periuretral, sugere um estudo da Universidade do Texas, EUA.

 

“Pacientes com incontinência persistente ou recorrente, muitas vezes, não desejam ser submetidos a outra cirurgia”, explicou ao sítio ScienceDaily o líder do estudo, o urologista Philippe Zimmern, adiantando que “a injecção de colagénio é também uma boa alternativa para aquelas mulheres que não podem suportar o tempo de recuperação da cirurgia ou, do ponto de vista médico, não podem ser submetidas a uma segunda intervenção cirúrgica”.

 

O estudo, publicado no “Journal of Urology” avaliou os registos de 31 pacientes que receberam uma injecção periuretral de colagénio no período entre Janeiro de 2000 e Dezembro de 2006. Foi verificado que 29 mulheres que passaram pelo procedimento se consideraram clinicamente melhores ou curadas.

 

A aplicação de colagénio tem sido usada para tratar a incontinência urinária provocada por stress dado que a sua injecção no tecido que rodeia a uretra “aperta” o esfíncter uretral, parando o vazamento de urina.

 

Meses depois da primeira aplicação, a equipa de médicos, liderada por Zimmern, realiza um exame de ultra-som 3D para verificar o volume e a localização do colagénio na parede da uretra e avaliar a necessidade de uma segunda injecção ou de uma terapia diferente.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.