Ingrediente do caril pode ajudar a tratar fibrose cística

Curcuma é a substância responsável

26 abril 2004
  |  Partilhar:

O açafrão da Índia, uma especiaria amarela que faz parte do caril, pode conter um elemento chave para o tratamento da fibrose cística, uma doença genética mortal, indica um estudo publicado na semana passada na revista Science.A ingestão de grandes quantidades de uma substância contida no açafrão reduziu significativamente a mortalidade em ratinhos que tinham essa doença, pelo que os cientistas vão começar em breve a estudar os seus efeitos nas pessoas, segundo a revista.A acompanhar o estudo, da autoria de investigadores da Universidade de Yale, especialistas em fibrose cística lançam uma advertência aos pacientes para não se automedicarem com a substância em causa, conhecida por curcuma.Essa preocupação dos médicos prende-se com a dificuldade de obter altas doses da substância através da alimentação e, existindo também em comprimidos como suplemento dietético, com o perigo de a curcuma interagir negativamente com outros medicamentos tomados pelos doentes com fibrose cística.A fibrose cística, também conhecida por mucoviscidose, ataca os pulmões das crianças e dos adultos jovens com um muco espesso causador de infecções graves, e que perturba também a digestão e a absorção de vitaminas ao afectar outros órgãos.Os tratamentos actuais, orientados para combater as infecções pulmonares e melhorar a alimentação, têm vindo a aumentar a esperança de vida até à casa dos 30 anos. No entanto, limitam-se a tratar os sintomas. A novidade desta investigação sobre a curcuma é que ela aponta para a causa dos sintomas.Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.