Infertilidade na Europa pode duplicar até 2015

Dificuldade causará problemas sociais e económicos

23 junho 2005
  |  Partilhar:

 

 

A infertilidade ameaça duplicar nos países europeus no espaço de dez anos e passar a afectar 33 por cento dos casais, em vez dos actuais 14 por cento. O alerta é de um especialista em fertilidade da Universidade de Sheffield, no Reino Unido, e aponta a gravidez tardia como a principal causa deste aumento.
 

 

Intervindo num conferência europeia sobre fertilidade, Bill Ledger sugeriu mesmo o apoio estatal à paragem nas carreiras das mulheres para permitir a gravidez em idades mais férteis. Horários inflexíveis e aspirações a uma carreira atiram a maternidade para depois dos 35 anos, quando a natureza impele à procriação à volta dos vinte anos.
 

 

Para lá das carreiras, a infertilidade também deriva da crescente taxa de obesidade e de infecções sexualmente transmissíveis, como a clamídia, que duplicou na última década. Quando surgem na juventude, as doenças podem causar danos irreversíveis no aparelho reprodutor. Quanto à obesidade, afecta já seis por cento das jovens até aos 19 anos e impede uma ovulação eficiente.
 

 

Fonte: Jornal de Notícias
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.