Infecção bacteriana aumenta risco de Morte Súbita em bebés

Estudo publicado na “The Lancet”

02 junho 2008
  |  Partilhar:

Investigadores britânicos garantem ter encontrado uma ligação entre alguns microrganismos e casos de morte súbita sem explicação em bebés, de acordo com estudo publicado na revista médica “The Lancet”.
 

 

A síndrome da Morte Súbita no bebé afecta crianças com menos de um ano, rapazes na sua maioria, e apresenta uma maior prevalência no Inverno.
 

 

A equipa liderada pelo Pediatra Neil Sabire, do Great Ormond Street Hospital for Children, em Londres, analisou dados de autópsias realizadas a 507 bebés (com idades compreendidas entre uma semana e um ano de idade), falecidos entre 1996 e 2005.
 

 

Do total de óbitos, 379 foram catalogadas como inexplicáveis; 72, por causas não infecciosas (má-formação cardíaca congénita ou acidente); e 56, devido a uma infecção bacteriana (Meningite, ou Pneumonia).
 

 

Os cientistas analisaram, então, amostras sanguíneas das crianças para verificarem a presença de microrganismos. Descobriu-se que as bactérias susceptíveis de provocar septicemias (infecção sanguínea generalizada), como o Staphylococcus aureus e Escherichia coli, estavam mais presentes nos casos classificados como inexplicáveis do que naqueles que foram registados com origem infecciosa.
 

 

Segundo a investigação, a ligação não permite afirmar, porém, que tais bactérias sejam as causadoras das mortes. Ainda assim, podem ter um papel importante em algumas mortes súbitas, devido às toxinas bacterianas que actuam na actividade cardio-respiratória e ao nível neurológico, acrescentam os especialistas britânicos James Morris e Linda Harrison, num comentário escrito na revista.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.