Infeção da gripe continua alta

Dados do Instituto Ricardo Jorge

19 março 2012
  |  Partilhar:

A infeção da gripe continua alta, mas está com tendência para baixar, informa o boletim semanal da gripe, publicado pelo Instituto Ricardo Jorge.

 

De acordo com os dados, na semana de 05 a 11 de março, a atividade gripal continuou alta em Portugal, mas com "início provável do período decrescente da incidência".

 

A estimativa provisória da taxa de incidência ronda agora os 129,2 casos por 100.000 habitantes, quando entre 27 de fevereiro e 04 de março, se fixava nos 163,1 casos por 100.000 habitantes, numa altura em que a infeção entrou no seu pico, com valores idênticos aos de 2005.

 

Os idosos são o grupo etário da população mais afetado, logo seguidos pelas crianças até aos 4 anos.

 

A maior parte dos casos de gripe identificados está associada ao vírus A e ao subtipo H3.

 

Relativamente à mortalidade "por todas as causas", confirma-se a tendência para baixar, muito embora continue com valores acima do esperado, ligeiramente acima dos 2.500 óbitos da semana passada.

 

A elevada mortalidade verificada este ano coincide com um surto gripal, tal como já acontecera em 1998/1999 e 2008/2009, com a mesma estirpe do vírus da gripe, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

 

Segundo o diretor-geral da Saúde, Francisco George, a elevada mortalidade registada em Portugal, tal como em outros países europeus, corresponde a um "padrão esperado" quando circulam estirpes do vírus da gripe menos comuns, como o AH3, associadas ao frio.

 

Francisco George revelou à agência Lusa, há três semanas atrás que, apesar de serem feitas estimativas anuais das estirpes que vão estar em circulação na época gripal para preparar a vacina, é possível que entre fevereiro – quando é desenvolvida – e outubro – quando começa a ser aplicada – o vírus, "que funciona como um camaleão", sofra mutações durante a sua "volta ao mundo".

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.