Indonésia colaborou na violação sistemática de mulheres
09 novembro 2000
  |  Partilhar:

As autoridades indonésias colaboraram com milícias integracionistas, no que diz respeito à violação sistemática de mulheres timorenses e a tortura de escravas sexuais, acusou hoje em Sidney a mulher de Xanana Gusmão.
 

 

Kirsty Sword-Gusmão afirmou ser "claro que houve colusão entre as autoridades indonésias e as milícias responsáveis pelo rapto destas mulheres", porque se tal não fosse verdade os milicianos já teriam sido presos e julgados.
 

 

Kirsty ilustrou as acusações, citando o caso de Juliana dos Santos, uma jovem com apenas 14 anos que no dia 6 de Setembro do ano passado foi raptada da igreja onde estava refugiada e sucessivamente violada depois de ver o seu irmão ser morto.
 

 

Segundo a australiana, a jovem continua ainda como escrava sexual, detida algures em Timor Ocidental.
 

 

Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.