Índice de massa corporal e perímetro abdominal associados ao cancro da próstata

Estudo da Universidade de Oxford

06 junho 2016
  |  Partilhar:

Os homens com um índice de massa corporal (IMC) e perímetro abdominal elevados apresentam um maior risco de cancro agressivo da próstata, dá conta um estudo apresentado na Cimeira Europeia de Obesidade.
 

Até à data ainda não estava claro que havia uma associação entre o tamanho corporal e adiposidade e o risco de cancro da próstata. Neste estudo, os investigadores da Universidade de Oxford, no Reino Unido, analisaram as associações entre várias medidas corporais base, incluindo IMC e perímetro da cintura, e o risco de incidência de cancro de próstata, tendo como foco o estadio e grau do tumor, bem como a mortalidade provocada por este tipo de cancro.
 

Para o estudo, os investigadores contaram com a participação de um total de 141.896 homens com uma idade média de 52 anos e que eram oriundos de oito países europeus: Itália, Espanha, Reino Unido, Holanda, Grécia, Alemanha, Suécia e Dinamarca. Os dados foram ajustados tendo em conta o nível de escolaridade, tabagismo, estado civil, diabetes e atividade física.
 

Após uma média de 14 anos de período de acompanhamento, os investigadores verificaram que ocorreram 7.022 casos de cancro da próstata, dos quais 934 foram fatais. Os investigadores focaram-se no cancro agressivo da próstata, tendo analisado os cancros com grau elevado e aqueles que resultaram em morte (cancro da próstata fatal).
 

O estudo apurou que os homens com um IMC e um perímetro abdominal mais elevados apresentavam um risco aumentado de cancro da próstata com grau elevado, uma forma agressiva da doença. Verificou-se que cada 5 kg/m2 aumentava o risco em 10% e por cada 10 cm adicional do perímetro abdominal o risco aumentava 13%.

 

Adicionalmente, observou-se um risco 14% mais elevado para o cancro da próstata fatal por cada aumento de 5 kg/ m2 no IMC, e um risco 18% maior por cada aumento de 10 cm no perímetro abdominal.
 

Os investigadores concluem que a associação entre o tamanho do corpo e o cancro da próstata é complexa e varia de acordo com a agressividade. Os homens com maior adiposidade apresentam um risco elevado de cancro da próstata de grau elevado e morte devido a este tipo de cancro.
 

“Os nossos resultados em linha com as recomendações de saúde para outras doenças não transmissíveis. Os homens devem tentar manter um peso saudável”, concluíram.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.