Índia: Tragédia no manicómio

Pelo menos 25 pacientes morreram durante um incêndio num asilo psiquiátrico

06 agosto 2001
  |  Partilhar:

O asilo psiquiátrico particular do estado indiano de Tamil Nadu, na cidade de Ervadi, 500 quilómetros ao sul da capital do estado de Madras, acordou, segunda-feira, envolto em chamas.
 

 

Segundo a polícia, pelo menos 25 pacientes morreram durante o incêndio. A tragédia foi ainda maior dado que muitas das vítimas estavam acorrentadas à cama quando deflagrou o fogo e por isso não conseguiram escapar às chamas.
 

 

Por enquanto, e segundo fontes da polícia e bombeiros da região, desconhecem-se as causas do incêndio.
 

 

Em declarações dadas à agência de notícias AFP, as mesmas fontes referiram que os “corpos estavam irreconhecíveis”. "Apenas poucas pessoas conseguiram escapar", adiantou o inspector da polícia local Palai Swamy.
 

 

Até agora, já foram encontrados os corpos de 14 homens e 11 mulheres. Outros cinco dos 53 residentes do asilo psiquiátrico ficaram gravemente feridos.
 

 

A polícia disse que o hospital - administrado por uma organização religiosa de caridade - não estava registrado pelas autoridades locais.
 

 

Nos últimos anos foram implementadas várias reformas em manicómios da Índia. Mas segundo a correspondente da BBC em Delhi, Jill McGivering, ainda há pouco conhecimento por parte do grande público sobre doenças mentais.
 

 

Muitas das vítimas do incêndio eram consideradas doentes incuráveis, ou muito violentos, e foram trazidos até Tamil Nadu por familiares do estado vizinho de Kerala.
 

 

Fonte: BBC
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.