Índia recorda vítimas da tragédia de Bhopal

Desastre deixou herança tóxica

06 dezembro 2004
  |  Partilhar:

As vítimas da fuga de gás da fábrica de pesticidas Union Carbide de Bhopal, na Índia, homenagearam na semana passada os milhares de mortos da tragédia que aconteceu há 20 anos, no mesmo dia em que as autoridades anunciaram uma primeira medida de limpeza da área abandonada. Centenas de pessoas reuniram-se com bandeiras nos parques da cidade do Centro da Índia. Uma vigília com velas foi feita durante a noite perto da fábrica. Nos muros que envolvem o local da tragédia, desenharam graffiti. Numa das imagens, algumas mulheres esfaqueiam Warren Anderson, director da fábrica americana Union Carbide na altura da tragédia. Noutro desenho podem ver-se pais a correr para levar os filhos ao hospital.Há 20 anos - dia 3 de Dezembro de 1984 -, entre as 00:00 e as 00:30, quarenta toneladas de isocianato de metilo, um gás mortal, escaparam desta fábrica, espalhando-se por 20 quilómetros quadrados. Centenas de milhares de pessoas ficaram então cegas e sufocadas e lançaram-se numa fuga em pânico.Pelo menos sete mil pessoas perderam a vida nos primeiros dias depois da tragédia. Mais 15 mil morreram nos anos seguintes em sequência da inalação do gás. Quase 800 mil foram afectadas de uma maneira ou de outra, segundo os números oficiais. A Amnistia Internacional fala em 22 a 25 mil mortos. Warren Anderson, principal acusado de homicídio, nunca compareceu perante a justiça, ignorando um mandado de captura emitido em 1992. Fonte: Diário de Notícias

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.