Inclinação religiosa vem nos genes?

Estudo revela possível ligação

17 março 2005
  |  Partilhar:

 

 

Os genes podem ajudar a determinar a religião, ou seja, indicar a predisposição que alguém irá seguir no futuro. É o que diz um estudo recente feito nos Estados Unidos. E os efeitos dessa tendência religiosa, no entanto, podem desaparecer com o tempo.
 

 

Até há pouco tempo, os cientistas alegavam que o comportamento religioso era produto da socialização ou da educação da pessoa. Mas, estudos recentes, incluindo este último publicado na revista «New Scientist», e realizado em gémeos adultos que foram criados separadamente, sugerem que os genes contribuem em cerca de 40 por cento na religiosidade de uma pessoa.
 

 

No entanto, não está claro como essa contribuição muda com os anos. Alguns estudos com crianças e adolescentes --com pais biológicos ou adoptivos-- mostram que as crianças tendem a espelhar as crenças e comportamentos religiosos dos pais com quem vivem. O que mostra que os genes têm um papel pequeno nessa idade.
 

 

Mas agora, investigadores liderados por Laura Koenig, uma psicóloga da Universidade de Minnesota, tenta mostrar como os efeitos da natureza e da educação mudam com os anos. Este estudo sugere que, quando o adolescente se torna adulto, os factores genéticos tornam-se mais importantes na determinação de qual religião a pessoa vai seguir.
 

 

O grupo aplicou questionários em 169 pares de gémeos idênticos (100 por cento iguais geneticamente) e 104 pares de gémeos bivitelinos (com 50 por cento de identidade genética), nascidos no Minnesota.
 

 

Os gémeos, todos homens com cerca de 30 anos, foram questionados acerca de seus hábitos religiosos actuais e as respostas foram comparadas às suas práticas religiosas da época em que viviam com os seus pais.
 

 

Traduzido e adaptado por:
 

Paula Pedro Martins
 

Jornalista
 

MNI-Médicos Na Internet
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.