Inaladores utilizados para a DPOC aumentam risco de morte por problemas cardiovasculares

Estudo publicado no JAMA

25 setembro 2008
  |  Partilhar:

Os inaladores mais utilizados para a doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC) aumentam em cerca de 60% o risco de morte por problemas cardiovasculares, segundo um estudo publicado nos Estados Unidos.
 

Em causa estão brometo de tiotrópio e o brometo de ipratrópio.
 

 

Analisando os resultados de 17 ensaios clínicos, envolvendo 15 mil pacientes com DPOC, o estudo publicado no “Journal of the American Medical Association” (Jama), refere um risco acrescido de morte em 58% nos doentes que inalaram anticolinérgicos durante mais de um mês.
 

 

Esse aumento de risco foi particularmente indicado em cinco ensaios de longa duração, com mais de seis meses. Segundo Sonal Singh, da Universidade de Wake Forest (Carolina do Norte), um dos autores do trabalho, “é necessária uma reavaliação urgente por parte das autoridades sobre o risco destes medicamentos”.
 

 

O mesmo investigador referiu que os pacientes com DPOC que usam estes inaladores correm um "risco excessivo de acidentes cardiovasculares graves".
 

 

Fonte: Lusa
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.