Implantes mamários relacionados com risco de linfoma

Análise e alerta do Food and Drug Administration

31 janeiro 2011
  |  Partilhar:

A agência norte-americana que regula os alimentos e medicamentos, Food and Drug Administration, (FDA), emitiu um comunicado onde avisa para a existência de uma possível associação entre os implantes mamários, de solução salina ou de silicone, e o desenvolvimento de um tipo de cancro: o linfoma anaplásico de grandes células.

 

A notificação do FDA é baseada numa revisão científica, publicada entre Janeiro de 1997 e Maio de 2010, e as informações provêm de outros reguladores internacionais, cientistas e fabricantes de implantes mamários de todo o mundo. Até agora, e de acordo com o comunicado de imprensa do FDA, em todo o mundo foram documentados 60 casos de linfoma anaplásico de grandes células em mulheres com implantes mamários.

 

A revisão da literatura identificou 34 casos em mulheres com ambos os tipos de implantes e os restantes casos foram relatados por médicos e laboratórios responsáveis pelo fabrico dos implantes.

 

O linfoma anaplásico de grandes células é um tipo de linfoma raro e que afecta três em cada 100 milhões de pessoas em os EUA. No caso de mulheres com implantes mamários, os sintomas que têm ocorrido são inchaços persistentes, nódulos e dor na área que rodeia o implante, os quais podem aparecer entre um e 23 após ter recebido o implante.

 

De acordo com a agência, as mulheres que recebem implantes mamários podem estar em risco "muito pequeno, mas significativo" de desenvolver este tipo de cancro, sugerindo que, caso apresente algum sintoma anormal, consulte o médico.
O linfoma anaplásico de grandes células afecta, geralmente, os glóbulos brancos chamados  linfócitos T. Este tipo de tumor pode aparecer no fígado, pulmões, tecidos moles, ossos, pele e / ou nódulos linfáticos. Neste caso específico, os tumores - que foram associados aos implantes - surgem no tecido de cicatrização que se forma à volta da prótese, e não na mama em si.

 

Entretanto, o FDA adverte serem necessárias mais investigações para garantir que o implante mamário possa, de facto, causar linfoma e pediu a especialistas para que informem sobre outros eventos possíveis. Apesar da possibilidade do risco, os médicos da FDA não aconselham as mulheres com implantes mamários a retirarem-nos, mas antes a realizarem uma auto-análise e, caso detectem quaisquer alterações, consultem o médico.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.