Implantação da válvula aórtica por via percutânea

Experiência pioneira portuguesa partilhada com cardiologistas americanos

08 julho 2010
  |  Partilhar:

Uma técnica de intervenção cardiológica inovadora, que permite tratar com sucesso os doentes com estenose aórtica grave em idade avançada, foi apresentada pelo Serviço de Cardiologia do Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho (CHVNG/E).

 

No início do mês, os especialistas da CHVNG/E apresentaram esta nova técnica aos cardiologistas norte-americanos Dan Simon, Marco Costa e Howard Nearman (anestesista), refere um comunicado de imprensa da unidade. “Estamos, por isso, entusiasmados e orgulhosos com os resultados da técnica por colocar Portugal na linha da frente deste tratamento”, disse, no mesmo comunicado de imprensa, Vasco Gama, director do Serviço de Cardiologia do CHVNG/E.

 

Esta técnica pioneira consiste na implantação da válvula aórtica por via percutânea, através de pequenas incisões na virilha, sem necessidade de abertura da caixa torácica e sem anestesia geral.

 

A utilização desta técnica pioneira é a única esperança para os doentes cardíacos inoperáveis e a única solução médica para lhes salvar a vida ou para permitir que mantenham uma boa qualidade de vida.

 

O cardiologista acrescenta ainda que “os doentes que recebem uma válvula por via percutânea falam num autêntico milagre. Alguns destes doentes, que praticamente não se moviam por falta de ar, passam a fazer uma vida normal, depois da intervenção”.

 

A estenose aórtica é a deformidade e calcificação da válvula aórtica que impede o seu normal funcionamento. Pode ter origem num defeito congénito (de nascença) ou ser consequência do envelhecimento. Os sintomas traduzem-se em dispneia (falta de ar), síncope (desmaios), sintomas de angina de peito ou morte súbita.

 

Esta doença afecta 1 em cada 15 portugueses com mais de 80 anos e até agora só podia ser tratada cirurgicamente.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.