Idosos portugueses são dos mais pobres da União Europeia

Estudo realizado pelo Observatório Português dos Sistemas de Saúde

21 junho 2009
  |  Partilhar:

Os idosos portugueses são os quartos mais pobres da União Europeia, de acordo com o relatório "Primavera 2009" do Observatório Português dos Sistemas de Saúde (OPSS).

 

O relatório, ao qual a Agência Lusa teve acesso, revelou também que se tem assistido a um aumento dos episódios de violência contra os idosos e que os lares que os albergam são insuficientes e com uma qualidade que não está sujeita a avaliação.

 

Segundo dados de 2002 do Instituto Nacional e Estatística, dos 1.702.120 portugueses com mais de 65 anos, 51.017 residem em lares. Entre os residentes em lares, 85% tem mais de 75 anos de idade e 69% são mulheres.

 

No entanto, em 2007, a taxa de cobertura de lares, centros de dia e serviços de apoio domiciliário para a população idosa era de 11,5%, apenas um pouco acima dos números atingidos no ano anterior (11,1%). Segundo o OPSS, esta taxa de cobertura "equivale a dizer que apenas uma em cada nove pessoas com 65 ou mais anos tem uma resposta garantida naquele tipo de equipamento".

 

Por outro lado, o documento redigido pela OPSS também questiona a qualidade destas instituições, referindo que “os lares para idosos têm definido num manual um conjunto de regras de implantação, localização, instalação e funcionamento. Todavia, é interessante verificar não haver nenhuma referência à necessidade de adequar o pessoal ao grau de dependência funcional dos utentes dos lares".

 

No que diz respeito à violência, o mesmo relatório indica que há sinais preocupantes sobre o papel do idoso na nossa sociedade e sobre a capacidade desta para proteger os mais desfavorecidos.

 

Entre 2006 e 2007, verificou-se um aumento de 20,4% do total de pessoas idosas vítimas de crime, de acordo com os dados fornecidos pela Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV).

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.