Identificados os factores de risco de morte súbita cardíaca

Estudo publicado na revista “Nature Genetics”

26 março 2009
  |  Partilhar:

Investigadores da Universidade de Munique descobriram dez mutações genéticas comuns no genoma humano que influenciam a actividade eléctrica do músculo cardíaco e que aumentam o risco de arritmias e morte por paragem cardíaca súbita.

 

De acordo com o estudo publicado na revista “Nature Genetics”, o factor de risco genético junta-se, assim, ao sedentarismo, obesidade, diabetes, excesso de colesterol e tabagismo.

 

Para este estudo, os investigadores analisaram o genoma de 16 mil indivíduos, de forma a encontrar concordâncias entre alterações genéticas e anomalias nas contracções do coração.

 

Para a identificação das anomalias nas contracções do coração, os investigadores mediram o intervalo QT vísivel através de electrocardiogramas, ou seja, o intervalo que descreve o lapso de tempo necessário entre a despolarização e a repolarização dos ventrículos e determina a contracção ventricular.

 

Segundo os autores deste estudo, uma única variação genética num indivíduo não significa necessariamente um risco acrescido de irregularidades no ritmo cardíaco. No entanto, quando considerados em conjunto, esses dados genéticos tornam-se estatisticamente significativos.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.