Identificados novos anticorpos contra o HIV

Estudo publicado na “Science”

08 setembro 2009
  |  Partilhar:

Cientistas norte-americanos identificaram dois novos anticorpos que poderão dar origem ao desenvolvimento de uma vacina contra o vírus da sida, revela um estudo publicado na revista “Science”.

 

A equipa liderada por Laura Walker, do Scripps Research Institute, em San Diego, EUA, isolou dois anticorpos nunca antes identificados, a partir de um dador africano seropositivo.

 

Os cientistas analisaram 1,8 mil pacientes na Tailândia, Austrália, Reino Unido, EUA e em vários países da África subsaariana.

 

Foi verificado que os anticorpos, denominados PG9 e PG16, parecem ser muito eficazes na neutralização do vírus e também têm a capacidade de bloquear a actividade de uma grande variedade de subtipos do HIV: dos 162 subtipos, o PG9 combateu com êxito 127 (78%) e o PG16, 119 (73%).

 

Antes da identificação destes dois anticorpos, apenas tinham sido isolados outros quatro, facto que ocorreu há mais de 10 anos.

 

Segundo o estudo, estes anticorpos são produzidos apenas por uma minoria das pessoas infectadas e são distintos de outros anticorpos do HIV, dado terem a capacidade de neutralizar uma percentagem elevada dos subtipos de vírus em circulação no mundo.

 

O estudo foi recebido com entusiasmo pela imprensa mundial, a qual considera que este é um dos estudos mais promissores dos últimos 20 anos na luta contra a sida, ao abrir um novo caminho para o desenvolvimento de uma vacina eficaz contra a doença.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.