Identificado gene que pode aumentar risco de autismo
02 abril 2004
  |  Partilhar:

Cientistas norte-americanos afirmam ter identificado duas variantes de um único gene que poderão aumentar duas vezes ou mais o risco de uma criança se tornar autista.Estas variantes são relativamente comuns e não podem, por si só, causar o autismo, explicam os cientistas, segundo os quais é necessária a conjunção de vários genes, porventura cinco a dez, para que a doença se produza. Estudos anteriores identificaram variantes de outros genes que poderiam contribuir para o autismo, mas não tinha sido possível prová- lo.O novo trabalho fornece fortes evidências de que o gene influencia a susceptibilidade para o autismo, embora sejam necessários mais estudos para confirmar a ligação, afirma o seu principal autor, Joseph Buxbaum, da Mount Sinai School of Medicine de Nova Iorque. Os resultados desta investigação vêm publicados na edição de Abril do American Journal od Psychiatry.A descoberta de genes relacionados com o autismo poderá ajudar os cientistas a desenvolver tratamentos para esta doença, para a qual não existe cura, mas apenas terapias que reduzem os sintomas específicos de casa indivíduo.O autismo surge por volta dos três anos, normalmente nos rapazes, e interfere na capacidade da criança comunicar e interagir com outros. As crianças afectadas podem não responder pelos seus nomes ou até não olhar para outras pessoas.Fonte:Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.