Identificado gene associado à compulsão alimentar

Estudo publicado na revista “Biological Psychiatry”

28 outubro 2016
  |  Partilhar:

Investigadores americanos constataram que o gene CYFIP2 estava associado à compulsão alimentar, dá conta um estudo publicado na revista “Biological Psychiatry”.
 

Na opinião dos investigadores da Universidade de Boston, nos EUA, estes achados podem potencialmente conduzir a tratamentos que normalizem a compulsão alimentar.
 

Os distúrbios alimentares são considerados um dos distúrbios neuropsiquiátricos mais letais. Nos EUA, a compulsão alimentar afeta milhares de indivíduos e é caracterizado por episódios de ingestão rápida de elevadas quantidades de alimentos, o que habitualmente leva ao desconforto. Os indivíduos com compulsão apresentam frequentemente perda de controlo, durante a compulsão, e posteriormente vergonha, angústia ou culpa.
 

Os estudos de associação genética para os distúrbios alimentares têm sido limitados, uma vez que não têm conseguido detetar associações significativas entre o genótipo e as doenças ou traços da doença, como a compulsão alimentar.
 

Através da utilização do mapeamento genético e da validação genética, os investigadores foram capazes de identificar o CYFIP2 como o principal fator de risco para a compulsão alimentar.
 

O estudo apurou também que a diminuição da mielinização, o processo que envolve a formação de uma bainha em torno da fibra nervosa que permite que os impulsos nervosos sejam transmitidos rapidamente, pode ser uma consequência da compulsão alimentar.
 

Camron Bryant, uma das autoras do estudo, refere que, uma vez que foram encontradas alterações no cérebro resultantes da compulsão alimentar e que previam a diminuição da mielinização, a promoção da remielinização pode representar uma nova via de tratamento para comportamentos alimentares negativos nos distúrbios alimentares.
 

Os cientistas acreditam que estes resultados podem conduzir a novos tratamentos que podem, em última análise, salvar vidas e restabelecer comportamentos alimentares saudáveis em condições como a compulsão alimentar, bulimia nervosa, anorexia nervosa e até mesmo doenças associadas ao consumo excessivo de substâncias.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar