Identificado anticorpo que pode levar a nova vacina contra a Hepatite B

Estudo realizado no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar

05 fevereiro 2009
  |  Partilhar:

Uma investigadora do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS), da Universidade do Porto, demonstrou que a infecção pelo vírus da Hepatite B pode ser prevenida através da administração endovenosa de um determinado anticorpo.
 

 

Na sua tese de doutoramento, a investigadora Sílvia Vilarinho identificou um mecanismo pelo qual determinadas células conseguem provocar a morte daquelas que estão infectadas pelo vírus.
 

 

“Apesar do vírus da hepatite B não ser maléfico para a célula infectada, a resposta imunitária do organismo contra essa infecção conduz ao mau funcionamento do fígado. A descoberta de Sílvia Vilarinho permitiu tratar ratinhos infectados com a administração endovenosa de um anticorpo que previne a lesão hepática”, salienta o comunicado enviado pelo ICBAS e citado pela agência Lusa.
 

 

O mesmo comunicado dá nota de que “na sequência destes estudos em animais, já tiveram início as investigações em amostras humanas” e de que o anticorpo utilizado já foi patenteado.
 

 

Sílvia Vilarinho, licenciada em Medicina pela Universidade do Porto, completou a tese de doutoramento no ICBAS e encontra-se actualmente a trabalhar na Universidade da Califórnia, em São Francisco, nos EUA.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.