Identificadas 273 proteínas na replicação do HIV

Estudo publicado na “Science Express”

12 fevereiro 2008
  |  Partilhar:

Cientistas de Harvard identificaram 273 proteínas usadas pelo HIV para entrar na célula e proceder à sua replicação, revela um estudo publicado na “Science Express”.
 

 

Neste estudo liderado pelo geneticista Dr. Stephen J. Elledge, da Harvard University, EUA, foram utilizadas dezenas de milhares de pequenos RNAs de interferência (siRNAs), cada um deles contendo uma pequena parte de um código genético que impede as células humanas de criarem proteínas. A equipa infectou cerca de 21 mil amostras de células com o vírus. Cada amostra estava impedida de produzir determinada proteína.
 

 

Durante este processo, os investigadores verificaram que 273 proteínas humanas são vitais para a replicação do vírus; (até ao momento, apenas tinham sido identificadas 36 destas proteínas).
 

 

De acordo com Elledge, uma vantagem de um potencial tratamento com base nestas proteínas assenta no facto do HIV, presumivelmente, não poder desenvolver imunidade. Mas o bloqueio na produção destas proteínas pode ser fatal. Entre os fármacos usados para o VIH, apenas o inibidor do receptor CCR5 se dirige a uma proteína humana com o intuito de bloquear a replicação do HIV.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.