Identificada mutação de gene de Cancro da Mama hereditário

Estudo do IPO de Lisboa

23 maio 2007
  |  Partilhar:

Investigadores do Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa identificaram a mutação de um gene associado ao Cancro da Mama hereditário, abrindo caminho a um diagnóstico mais rápido da doença.
 

Os investigadores do Centro de Investigação em Patobiologia Molecular do IPO conseguiram identificar um tipo raro de mutação no gene Brca2, tendo os resultados desta pesquisa sido publicados na última edição da revista científica "Journal of Clinical Oncology".
 

 

Foi já identificada a mutação desse gene em 21 famílias portuguesas, um diagnóstico realizado depois de aconselhamento na Consulta de Risco Familiar de Cancro da Mama, refere o comunicado divulgado pelo IPO de Lisboa.
 

 

No total, os investigadores estimam que cerca de 1.200 pessoas sejam portadoras desta alteração genética, uma mutação que ocorreu num antepassado comum há centenas ou milhares de anos.
 

 

Os especialistas do IPO trabalharam durante dois anos para identificar esta mutação genética, que é a primeira mutação fundadora portuguesa, o que vai permitir identificar imediatamente quais as famílias de alto risco.
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI- Médicos na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.