Identificada molécula que permite a expansão do cancro

Doença poderá ser combatida pelo próprio corpo

11 março 2005
  |  Partilhar:

 

 

Cientistas espanhóis identificaram uma molécula que permite a expansão do cancro, sugerindo que a doença pode ser combatida a partir do próprio corpo do paciente.
 

 

A equipa de investigadores, que trabalha no Hospital La Paz, de Madrid, descobriu também o mecanismo através do qual o sistema imunitário se desactiva e permite a expansão do cancro.
 

 

O estudo, publicado na revista «Journal of Immunology», da Sociedade Americana de Imunologia, indica que a doença pode ser combatida sem o recurso às terapias até agora conhecidas, como a quimioterapia e a radioterapia.
 

 

A grande novidade do estudo, sublinhou em conferência de imprensa, foi a identificação da molécula IRAK-M, que trava o sistema imunitário, fazendo com que não defenda o corpo de tumores. A equipa descobriu também o mecanismo que faz com que a molécula se active quando enfrenta um tumor. O processo consiste na segregação, por parte do tumor, de ácido hialurónico, que chega ao sistema imunitário através dos receptores CD44 e TLR4.
 

 

Os investigadores constataram que, ao serem bloqueados estes receptores, impede-se a união entre aquele ácido e as células do sistema imunitário, o que significa que este sistema poderia lutar contra o cancro dentro do organismo.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.