Hostilidade em homens relacionada a deterioração pulmonar

Estudo publicado na revista Thorax

06 setembro 2006
  |  Partilhar:

Homens de meia-idade acometidos por crises de hostilidade também sofrem uma acelerada deterioração pulmonar, segundo um estudo pouco comum publicado na revista Thorax, da British Medical Association (BMA).Em 1986, médicos da Harvard School of Public Health recrutaram 670 homens com idades entre 45 e 86 anos, sendo 62 anos a média de idade. Os voluntários efectuaram uma bateria de exames, nomeadamente um teste denominado Escala Cook-Medley (que determina o grau de hostilidade) e avaliações da capacidade pulmonar, determinadas pelo volume de ar expulso durante um segundo.Os voluntários foram testados, em média, três vezes durante oito anos. Após eliminarem factores que pudessem distorcer os resultados, tais como o tabagismo, os cientistas descobriram que a taxa de hostilidade dos homens estava directamente relacionada com a sua capacidade pulmonar.Os mais hostis e irritados sofreram um declínio mais rápido da sua capacidade pulmonar do que os outros, cujo temperamento permaneceu inalterado ou se tornou mais tranquilo.Cada ponto adicionado na escala de hostilidade foi associado a uma perda de nove mililitros no teste de expulsão de ar. Um estudo anterior relacionou a hostilidade a Doenças Cardiovasculares, Asma, Hipertensão, Síndrome do Intestino Irritável e outros problemas de saúde, embora as causas exactas não tenham sido identificadas. Uma teoria é que a raiva e a hostilidade afectam os processos hormonais que, por sua vez, actuam no sistema imunitário, causando inflamações crónicas que danificam o tecido.MNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.