Hospital Universitário de Coimbra prevê diminuir taxa de infeções

Declarações do presidente da administração do CHUC

30 setembro 2014
  |  Partilhar:

Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) prevê reduzir a taxa das infeções dos cerca de 9% atuais para 7,5% em 2016.
 

"A sustentabilidade do Serviço Nacional de Saúde [SNS] não tem a ver apenas com o lado financeiro, mas também com doenças crónicas, como a diabetes, ou as infeções hospitalares", disse à agência Lusa, o presidente da administração do CHUC, José Martins Nunes.
 

Nos últimos dois anos, o CHUC conseguiu "baixar 5%" a presença de micro-organismos multirresistentes", estando de momento a apostar na investigação clínica nesta matéria com o apoio da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra e na aquisição de "informática para monitorização das infeções", disse.
 

"Dentro de três a quatro anos, poderemos atingir os níveis dos melhores resultados da Europa", disse Martins Nunes, no âmbito do congresso internacional "Prevenir e combater as infeções associadas aos cuidados de saúde", no auditório do CHUC, em Coimbra.
 

A representante do diretor geral de Saúde, Elaine Pina, alertou que, "ao nível da prestação de cuidados de saúde, as infeções hospitalares não são vistas como evitáveis".
 

Como membro do Programa de Prevenção e Controlo de Infeções e Resistência aos Antimicrobianos, Elaine Pina defendeu que toda a infeção "deve ter uma análise aprofundada", frisando que "todas as infeções que surgem têm de ser consideradas como evitáveis".
 

Elaine Pina sublinhou ainda algumas recomendações como a "higiene de superfícies frequentemente manuseadas, a higiene das mãos, profilaxia antibiótica cirúrgica não superior a 24 horas e terapêutica antibiótica não superior a sete dias", frisando que o programa pretende "investir na formação".

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.