Hospital Pedro Hispano cumpre quarto dia de greve
03 janeiro 2002
  |  Partilhar:

A greve dos médicos, convocada pelo Sindicato Independente (SIM), afectou ontem o funcionamento do Hospital Pedro Hispano, em Matosinhos. Segundo dados revelados pelo jornal «Diário de Notícias», nenhuma das actividades cirúrgicas programadas para ontem foram realizadas naquele hospital.
 

A greve afectou ainda o funcionamento das consultas externas, mas não teve, segundo o Conselho de Administração (CA), efeito sobre o internamento ou serviços urgentes.
 

 

Em declarações ao «Diário de Notícias», Luísa Neiva, do CA da instituição, referiu que a adesão global à greve terá rondado os 30 por cento, valor com o qual discorda o SIM, que fala em "grande participação".
 

O hospital enfrenta hoje o último dos quatro dias de greve.
 

 

Em causa está a realização de um acordo de empresa, que o CA diz não poder efectuar, apesar da sua "enorme vontade" em o fazer, enquanto o Ministério da Saúde não definir os parâmetros de enquadramento.
 

 

Outra das reivindicações dos médicos do Pedro Hispano passa pela "continuidade da comissão de acompanhamento", onde verá integrar um representante do SIM. Os médicos exigem ainda o pagamento de horas extraordinárias que, diz ainda Luísa Neiva, é da única competência da ARSN.
 

 

Fonte: Diário de Notícias
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.