Hospital de Coimbra preservou fertilidade de 275 doentes oncológicos

Declarações da diretora do Centro de Preservação e Fertilidade

18 dezembro 2014
  |  Partilhar:

A fertilidade de 275 doentes oncológicos já foi preservada pelo Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC).
 

De acordo com a notícia avançada pela agência Lusa, a diretora do Centro de Preservação e Fertilidade, Ana Almeida Santos, referiu que o centro já consultou 316 doentes e tem o compromisso de "atender em 48 horas".
 

A psicóloga clínica, Cláudia Melo, que está a colaborar no serviço, frisou que, com este projeto, ao se falar de um futuro e de "um projeto parental" aos doentes, dá-se também "esperança" a estes.
 

Segundo o documento divulgado pelo CHUC, 188 homens e 87 mulheres preservaram a sua fertilidade, sendo que os homens consultados conseguiram todos a preservação, através da criopreservação de espermatozoides, mas nas mulheres 41 "não preservaram", a maioria por opção.
 

Os dados foram divulgados ao longo visita feita esta semana pelo ministro da Saúde, Paulo Macedo, ao Centro de Preservação e Fertilidade. O ministro, que visitou outros dois serviços do CHUC, salientou a importância daquele centro, por "ser o primeiro" em Portugal e por ter como missão "servir todo o país".
 

Para Paulo Macedo é fundamental que pessoas "em idade fértil que tenham cancro possam continuar com o seu projeto familiar", algo que "não era uma possibilidade até há uns tempos".
 

À margem da visita, Paulo Macedo sublinhou também que "os tempos de espera nas cirurgias oncológicas, que são as mais urgentes, melhoraram em relação ao passado", sendo uma área "onde há uma particular atenção".

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.