Hospital de Aveiro a meio gás

Médicos da Urgência em greve às horas extra

02 junho 2003
  |  Partilhar:

Os médicos do serviço de urgência do Hospital de Aveiro iniciaram domingo duas semanas de greve às horas extraordinárias, de acordo com um pré-aviso emitido pelo Sindicato Independente dos Médicos (SIM).
 

 

O pré-aviso abrange 42 médicos da urgência, alguns credores de mais de 25 mil euros, «contas muito por baixo», segundo o secretário-geral do SIM, Carlos Arroz.
 

 

Essas retribuições são devidas pela tabela de tempo completo de exercício de 42 horas semanais, em exclusividade, instituída pelo decreto 92/2001, mas nunca cumprida «na íntegra», assinalou o SIM. «Vivemos todos debaixo da mesma lei, pelo que não se compreende como é que uns médicos recebem horas extraordinárias e outros não», disse o secretário-geral do SIM.
 

 

O sindicalista frisou que a «discriminação» ocorre no próprio Hospital de Aveiro, onde médicos de Obstetrícia e Ginecologia começaram a receber horas extraordinárias na sequência de um pré-aviso de greve que emitiram recentemente.
 

 

Contactado pela Lusa, o presidente do Conselho de Administração do Hospital, Álvaro Castro, disse que só segunda- feira emitirá uma posição sobre os reflexos da greve.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.