Hospital Amadora-Sintra diz que aceitará decisão de Tribunal Arbitral

Em questão está a divída de 75 milhões de euros à ARSL

25 outubro 2002
  |  Partilhar:

O Hospital Amadora-Sintra garante que aceitará "sem reservas" a decisão do Tribunal Arbitral relativamente a uma alegada dívida de 75 milhões de euros (15 milhões de contos) do hospital à Administração Regional de Saúde de Lisboa.
 

 

A garantia é dada num comunicado que o estabelecimento hospitalar fez publicar hoje na imprensa diária, num anúncio de página inteira.
 

 

Num comunicado de 16 pontos, a administração do único hospital público com gestão privada defende a constituição de um Tribunal Arbitral para "dirimir as divergências sobre a interpretação do contrato de gestão", acrescentando que "aceitará sem reservas a decisão que venha a ser proferida".
 

 

Em causa está uma investigação da Inspecção-Geral das Finanças (IGF), que revela a existência de uma dívida de 75 milhões de euros (15 milhões de contos) do hospital à Administração Regional de Saúde (ARS) de Lisboa.
 

 

Valores contrapostos pelo hospital Fernando da Fonseca, que anunciou ter requerido o recurso à arbitragem para obter o pagamento de uma dívida de 33 milhões de euros (6,6 milhões de contos), motivada pelos atrasos nos pagamentos da ARS à unidade hospitalar.
 

 

Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.