Hospitais já podem colher órgãos para transplante
29 janeiro 2002
  |  Partilhar:

Todas as unidades de cuidados intensivos nos hospitais
 

portugueses estão, desde o início do mês e por lei, habilitadas a proceder à colheita de órgãos para transplantes.
 

 

De acordo com o presidente da Organização Portuguesa de
 

Transplantação (OPT), Caetano Pereira, a medida pretende estimular as unidades de saúde à prática de colheita de órgãos, dando-lhes "mais condições logísticas".
 

 

A partir de agora, sempre que um possível dador chegar a
 

uma unidade de cuidados intensivos, esta deve comunicar com um dos cinco Gabinetes de Coordenação de Colheita de Órgãos e Transplantação existentes em Portugal.
 

 

O gabinete deve consultar o Registo Nacional de Não
 

Dadores para saber se o potencial dador manifestou a intenção de não doar os seus órgãos.
 

 

Se não estiver inscrito, ser-lhe-ão retirados os órgãos e
 

encaminhados para quem precisa.
 

 

Anualmente, são transplantados cerca de seis centenas de
 

órgãos e a lista de espera para o rim é a maior, em termos de doentes que precisem de um transplante.
 

Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.