Hospitais concluíram planos de emergência para o Euro...

... mas ficaram endividados

31 maio 2004
  |  Partilhar:

A menos de um mês do início do Campeonato Europeu de Futebol, os hospitais portugueses mostram-se prontos para responder ao previsível aumento de doentes, mas tiveram de concluir os seus planos de emergência com recurso ao endividamento.Carlos Martins, secretário de Estado da Saúde, sublinhou esta semana que, «em termos teóricos, o planeamento está feito, é rigoroso e transparente» e manifestou-se convicto de o que o sector «está pronto para responder».A Lusa contactou seis hospitais e as respostas foram unânimes: os planos de emergência estão traçados e as instituições asseveram ter capacidade de resposta imediata.A outra face da moeda é o aumento da dívida das unidades de saúde, já que vários hospitais tiveram necessidade de alterar as suas estruturas e o custo das obras atingiu, em alguns casos, os dois milhões de euros.Os responsáveis das unidades de saúde contactadas referiram à Lusa que a tutela havia inicialmente prometido um apoio ao investimento feito, mas que essa verba nunca chegou aos hospitais, uma promessa que Carlos Martins desmentiu categoricamente, afirmando que «desde 2002 era do conhecimento de ambas as partes [Ministério da Saúde e hospitais] que não existia nenhuma verba negociada pelo anterior governo, com qualquer entidade nacional ou internacional, para a missão da Saúde no Euro2004».A coordenação de todos os meios disponíveis no sector da Saúde é realizada a partir de um gabinete de crise, instalado no Instituto Nacional de Emergência Médica, em Lisboa, e que será accionado «algumas horas antes» do início do Euro 2004, a 12 de Junho, mantendo-se em funcionamento até ao fim do evento desportivo, a 04 de Julho.Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.