Hospitais ainda devem 4,1 milhões de euros à indústria farmacêutica
07 janeiro 2002
  |  Partilhar:

Os hospitais ainda têm por liquidar um quarto da dívida à
 

indústria farmacêutica anterior a 2001, para a qual o governo transferiu 58 milhões de euros (290 milhões de contos).
 

 

Segundo apurou a Agência Lusa junto da Associação
 

Portuguesa da Indústria Farmacêutica (Apifarma), a primeira
 

tranche dos pagamentos efectuados pelos hospitais do SNS à
 

indústria farmacêutica foi concretizada em Setembro, no valor de 6,7 milhões de euros (33,5 milhões de contos).
 

 

Em Outubro, os hospitais realizaram pagamentos no valor de
 

1,2 milhões de euros (seis milhões de contos) e de quatro milhões de euros (20 milhões de contos) em Novembro.
 

 

O total dos pagamentos já efectuados ronda os 11,9 milhões de euros (59,5 milhões de contos), contra 16 milhões de euros (80 milhões de contos) em dívida antes de 2001 e dos pagamentos proporcionados pelo orçamento rectificativo aprovado pelo governo.
 

 

Ainda por receber estão 4,1 milhões de euros (20,5 milhões de contos), ou seja, 25 por cento da dívida total anterior a 2001.
 

 

Entre os 27 hospitais centrais do SNS, o que mantém uma dívida maior à indústria farmacêutica é o Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia 600 mil euros (três milhões de contos).
 

 

Fonte: Lusa
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.