Hormona pode prevenir morte dos neurónios
08 agosto 2001
  |  Partilhar:

Uma hormona produzida pelos rins, a eritropoietina (EPO), que estimula a produção de glóbulos vermelhos, pode também proteger o cérebro contra a morte dos neurónios que acontece durante um ataque cerebral.
 

 

A EPO, disponível sob a forma de medicamento, é utilizada habitualmente para tratar a anemia em insuficientes renais ou corrigir a que é induzida por tratamentos anti-cancerígenos.
 

 

Esta hormona é conhecida por ser também uma substância dopante utilizada pelos atletas para melhorar o desempenho.
 

 

Segundo um estudo hoje publicado na revista científica britânica Nature, a EPO poderá ajudar os doentes atingidos por um acidente vascular cerebral ou com doenças neurodegenerativas como Alzheimer ou Parkinson.
 

 

A hormona EPO protege certos neurónios da destruição auto- programada, ou "suicídio celular", a que os cientistas chamam apoptose. Segundo os investigadores, a EPO não é apenas produzida pelos rins mas também pelo cérebro em caso de stress.
 

 

A libertação de substâncias tóxicas (radicais livres, monóxido de azoto) que pode desencadear a morte dos neurónios, acontece em casos de privação de oxigénio, inflamações e doenças degenerativas.
 

 

 

Lusa
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.