Homo erectus pode ter sido primeiro cozinheiro do mundo

Estudo publicado na revista “Proceedings of the National Academy of Sciences”

26 agosto 2011
  |  Partilhar:

O primeiro ancestral dos humanos modernos a cozinhar as primeiras refeições foi provavelmente o Homo erectus, há mais de 1,9 milhão de anos, muito antes de os nossos ancestrais deixaram a África para colonizarem o mundo, de acordo com um estudo publicado na revista “Proceedings of the National Academy of Sciences”.

 

A aptidão para cozinhar e processar alimentos permitiu ao Homo erectus, aos neandertais e ao Homo sapiens darem enormes saltos evolutivos que os diferenciou dos chimpanzés e de outros primatas, afirmaram, em comunicado, os autores do estudo, da Universidade de Harvard, Reino Unido.

 

Para o estudo, os investigadores traçaram as origens da culinária ao estudarem os tamanhos dos dentes o comportamento alimentar entre primatas não humanos, humanos modernos e 14 hominídeos extintos.

 

As descobertas sustentam estudos anteriores que sugerem que o Homo erectus dominava a arte de cozinhar. O advento da cozinha foi um dos episódios mais importantes da história humana, permitindo aos nossos antepassados diversificarem a sua dieta e extraírem mais calorias dos alimentos.

 

A equipa liderada por Chris Organ estima que os seres humanos gastariam 48% do dia a comer, se fossem primatas comuns. Mas a percentagem real de tempo gasto diariamente pelas pessoas é de aproximadamente 5%.

 

Numa análise comparativa de primatas não-humanos, seres humanos modernos, e 14 de hominídeos extintos, a equipa analisou o tamanho dos molares, a massa corporal, o ADN e outras características, de modo a verificarem quando começou o padrão de redução do tempo gasto a comer.

 

Verificaram que o Homo erectus, os neandertais e o Homo sapiens desenvolveram molares menores em comparação com outros primatas - uma mudança que não se explica pela quantidade de evolução global da mandíbula e das cabeças destas espécies.

 

A comida processada com ferramentas e fogo teria tornado os alimentos mais moles e, portanto, permitiu molares menores e uma redução do tempo dispendido na alimentação. Os autores sugerem que o processamento dos alimentos teve origem após a divisão entre humanos e chimpanzés e antes do Homo erectus.

 

O Homo erectus, que surgiu na África cerca de 1,9 milhão de anos atrás, passou cerca de 6,1% do seu tempo a comer. Os autores referem que os neandertais passaram 7% do seu tempo a alimentar-se. "Pensamos que o Homo erectus e os neandertais gastavam aproximadamente tanto do seu dia alimentar, como nós, o que implica que ambos cozinhavam", disse Organ.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.