Homens não falam de sexo com médicos

Sexo, bexiga e mau cheiro dos pés são problemas pouco falados com os médicos

14 junho 2001
  |  Partilhar:

Problemas sexuais, urinários e o mau cheiro dos pés são temas que os homens consideram mais embaraçosos de abordar nas consultas médicas, de acordo com uma investigação feita na Europa e divulgada terça-feira.
 

 

Perda de cabelo, aumento de peso e problemas de pele também inibem os homens, mas as questões "da cintura para baixo" são os temas mais difíceis de abordar com os especialistas médicos, segundo a investigação encomendada pelo laboratório farmacêutico japonês Yamanouchi.
 

 

A dificuldade em falar sobre assuntos sexuais parece diminuir com a idade, mas os homens mais velhos mostraram falta de conhecimento sobre a próstata. O cancro nessa glândula é a forma mais comum de da doença nos homens.
 

 

Apenas 37 por cento sabiam que a próstata mantém o sémen saudável. A maioria dos homens sabia que a glândula se localiza no tracto genito-urinário, mas alguns pensavam que era no peito, cérebro e sistema digestivo. "Se os homens conversassem sobre o assunto uns com os outros nos bares, em vez de falar sobre futebol e carro, não teriam tanta relutância em discuti-los com seus médicos," disse Mark Speakman, urologista do Taunton and Somerset Hospital, na Inglaterra.
 

 

Fonte: CNN
 

 

Adaptado por:
 

Paula Pedro Martins
 

MNI - Médicos na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.