Homens não circuncidados mais susceptíveis de contrair Sida

Superfície interior do prepúcio serve de protecção

13 outubro 2003
  |  Partilhar:

Os homens não circuncidados têm oito vezes mais possibilidades de serem infectados com o vírus da Sida do que aqueles que não se submeteram a esta prática, avança um estudo realizado pela Faculdade de Medicina da Universidade Johns Hopkins de Baltimore (EUA). Segundo os investigadores, a superfície interior do prepúcio não possui a capa protectora com que conta a exterior, pelo que é mais vulnerável ao contacto com o vírus HIV.A circuncisão costuma ser feita poucos dias depois do nascimento e é defendida por muitas culturas por razões religiosas ou higiénicas. No entanto, ainda que reconheçam que esta operação pode reduzir os riscos de infecções urinárias ou de cancro do pénis, os médicos ocidentais não a recomendam porque os seus benefícios são poucos, relativamente às complicações que pode provocar. Os cientistas americanos analisaram ainda a incidência de doenças sexualmente transmissíveis entre os homens circuncidados e não circuncidados, verificando que, nestes últimos, a incidência foi ligeiramente maior, mas pouco significativa do ponto de vista estatístico. O estudo incidiu sobre uma amostra de 2300 homens que frequentaram clínicas de fertilidade em Pune (Índia), entre 1993 e 2000, mas os investigadores defendem que é necessário ainda realizar ensaios clínicos que demonstrem a eficácia da circuncisão como estratégia de prevenção da Sida. Fonte: Diário Digital

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.