Homens com gota deveriam ser rastreados para a disfunção erétil

Estudo da Escola de Medina da Rutgers-Robert Wood Johnson

16 junho 2014
  |  Partilhar:

A disfunção erétil está presente na maioria dos homens com gota, uma condição caracterizada por ataques recorrentes de artrite inflamatória aguda, e é frequentemente severa, sugere um estudo apresentado no Congresso Anual da Liga contra o Reumatismo.

 

Para o estudo, os investigadores da Escola de Medicina da Rutgers-Robert Wood Johnson, nos EUA, contaram com a participação de 231 homens com idade compreendidas entre os 18 e os 89 anos. A presença de disfunção erétil foi avaliada através do questionário de saúde sexual dos homens. Este questionário classifica a disfunção erétil, em cinco categorias: ausência, leve, leve a moderada, moderada e grave.

 

A disfunção erétil é um problema comum da população em geral. Apesar de o risco de disfunção erétil aumentar com a idade, esta não é uma consequência inevitável do envelhecimento. A importância da doença vascular como causa subjacente da disfunção erétil está bem estabelecida.

 

O estudo apurou que do total dos participantes, 83 tinham gota, dos quais uma elevada proporção tinha disfunção eréctil (76%), comparativamente com os pacientes sem gota (52%). Foi também apurado que uma proporção significativa de pacientes com gota (43%) tinha disfunção erétil severa, comparativamente com os indivíduos sem gota (30%).

 

A associação entre a gota e a disfunção erétil manteve-se estatisticamente significativa mesmo após os investigadores terem tido em conta a idade, hipertensão, níveis de colesterol LDL, taxa de filtração glomerular, obesidade, depressão e diabetes.

 

“Estes resultados apoiam fortemente a análise da disfunção erétil em todos os homens com gota. O alerta da presença da disfunção erétil nos pacientes com gota poderá por sua vez conduzir a um diagnóstico e tratamento precoce para esta condição”, revelou, em comunicado de imprensa, a líder do estudo, Naomi Schlesinger.

 

A investigadora refere ainda que como a gota esta comumente associada aos fatores de risco da doença cardiovascular e doença arterial coronária, e os pacientes com disfunção erétil apresentam uma taxa aumentada de fatores de risco da doença cardiovascular e doença arterial coronária silenciosa, todos os pacientes deveriam ser avaliados para a doença arterial coronária silenciosa.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.