Homens com cancro da mama morrem mais que as mulheres

Estudo publicado na revista “JAMA Oncology”

30 outubro 2019
  |  Partilhar:
O Centro Médico da Universidade de Vanderbilt, EUA, realizou um estudo em que se verifica que a mortalidade do cancro da mama é mais alta nos homens que nas mulheres.
 
Foram analisados registos da Base de Dados Nacional do Cancro dos EUA, mais concretamente entre Janeiro 2004 a Dezembro 2014, que incluíam 16.025 homens e 1.800.000 mulheres.
 
Foi observado que a incidência de cancro da mama positivo para recetores de estrogénio era maior nos homens (85%) que nas mulheres (75%). Neste tipo de cancro os pacientes costumam responder melhor devido ao tratamento hormonal.
 
Concluiu-se ainda que a taxa de mortalidade nos homens era 19% mais alta num período de 5 anos.
 
Apesar de o cancro da mama em homens ser mais raro, é mais mortal. Segundo os investigadores, a razão prender-se-á com fatores biológicos e de estilo de vida, como fumar, beber, sedentariedade e obesidade.
 
Estudos anteriores demonstraram que o tratamento hormonal pode não se adequar tão bem aos homens. Xiao-Ou Shu, investigadora, acrescenta que se desconhece ainda se o tipo de cancro da mama dos homens é biologicamente igual aos das mulheres.
 
Segundo o presente estudo, as características clínicas e sub-tratamentos estão associados a 63% da disparidade da mortalidade entre os dois géneros.
 
Dada a pequena amostra de homens com a doença e a pouca investigação sobre o tema, Shu espera despoletar mais estudos que se foquem especificamente nos cancros da mama em homens.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A. 
Partilhar:
Comentários 0 Comentar